Presidente da Caerd presta esclarecimentos na Câmara de Vereadores de Ji-Paraná

O convite para vinda de José Irineu Cardoso Ferreira foi formulado pela vereadora Cláudia de Jesus

0 6

O convite para vinda de José Irineu Cardoso Ferreira foi formulado pela vereadora Cláudia de Jesus

O presidente da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd), José Irineu Cardoso Ferreira, esteve no plenário da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP), na terça-feira (17), para prestar esclarecimentos sobre planos de expansão e regularização do fornecimento de água à população.

O convite para vinda de José Irineu Cardoso Ferreira foi formulado pela vereadora Cláudia de Jesus (PT). Ela pediu explicações sobre valores e a aplicação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o projeto de reestruturação e expansão do sistema de fornecimento de água.

De acordo com o José Irineu Ferreira, restam R$ 21 milhões para serem investidos na implantação de adutoras, extensão dos ramais de distribuição de água para novos bairros e a construção de uma estação de tratamento de água (ETA), no 1º distrito. O presidente da Caerd afirmou que as obras seriam concluídas em 2020, caso tenham início neste ano.

O vereador Edivaldo Gomes (PSB) questionou sobre a demora, que em alguns casos podem chegar a três meses, nas ligações de água. Ferreira admitiu que 248 pedidos ainda estão pendentes e que deste total, 88 não foram realizadas por falta de padronização para instalação de hidrômetros.

“A distribuição e fornecimento de água é uma concessão. Não tem concorrência. O consumidor não tem como recorrer à outra companhia para que o serviço seja feito no menor tempo possível”, avaliou o vereador. Gomes pediu providências para que o tempo de espera seja reduzido.

O presidente da Caerd assegurou que, em junho de 2019, uma empresa terceirizada foi contratada para realizar as ligações de água em Ji-Paraná. A expectativa é reduzir a espera ainda no mês setembro. “Nossa meta é zerar a fila para novas ligações até o fim deste mês”.

A recomposição imediata do solo em casos de reparos na rede de distribuição foi cobrada pelo vereador Lorenil Gomes (PTB). Segundo ele, a companhia não cumpre a legislação municipal de recuperar ruas e avenidas pavimentadas. “Fica para a prefeitura fazer esse serviço”, lembrou.

Ferreira assegurou que está em estudo a compensação de valores entre a Caerd e a Prefeitura de Ji-Paraná. Nos casos em que a administração municipal realizar o serviço, haverá abatimento nas faturas de consumo de água. Nos esclarecimentos, não foram fornecidos detalhes da proposta.

Os questionamentos também foram feitos pelos vereadores Du Galdino (PSDB), Ida Fernandes (PV), José Carlos de Brito (MDB) e Ademilson Procópio (PTB).

Texto: Jairo Ardull

Foto: Marcos Gomes

Loading...