Inovação na Educação: Bons negócios podem ser incentivados com capacitação

Características do comportamento empreendedor para as crianças

0 6

O comportamento empreendedor não é patrimônio que se passa de geração para geração, ou pode ser adquirido por herança paterna ou materna. Muito embora algumas qualidades dessa conduta possam vir junto com o código genético das crianças, é necessário estimular tais atributos nas escolas. Empresários bem-sucedidos, por exemplo, fazem questão de colocar seus filhos como trainees em outros grupos empresariais diferentes de suas atividades, a fim de provocar suas habilidades e iniciativas para os negócios. Fazem isso porque percebem que bons negócios são resultantes de experiências e iniciativas que levem à maturidade necessária para uma boa gestão empresarial. Os proprietários de grandes empreendimentos sabem que seus filhos precisam desenvolver as características do comportamento empreendedor, porque deixar herança para filhos não é garantia de sobrevivência, haja vista as famílias tradicionais que tiveram seu patrimônio todo dividido e seus bens retaliados por má sucessão em seus espólios. Por esta razão, preferem capacitar seus sucessores para a difícil missão de continuar avançando em seus legados com sustentabilidade.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae) tem por propósito estimular o comportamento empreendedor para que os proprietários de pequenos negócios adquiram a responsabilidade para uma boa gestão na administração de suas atividades. E com a iniciativa do seu diretor superintendente, Daniel Pereira que é professor por formação, em levar a educação empreendedora para a grade curricular das escolas de ensino médio e ensino fundamental, as escolas estão adquirindo essas características para transformar o conceito de educação presencial em inovação.

Para Daniel “O incentivo ao comportamento empreendedor nas escolas é uma forma de oferecer oportunidades para que as expectativas das crianças possam ser provocadas na construção de um futuro melhor”. E esse incentivo foi muito promissor durante o exercício de 2019, inicialmente com a proposta de melhorar a posição dos alunos de ensino fundamental de Rondônia na prova do índice de educação básica (Ideb). O diretor superintendente conseguiu, com o Sistema de Cooperativas do Brasil de Rondônia (Sicoob) e parcerias com outras instituições, entregar cinco conteúdos instrucionais para 25 mil alunos do ensino fundamental. Foram sucessivas caravanas nas escolas dos 52 municípios. Mas não foi somente a entrega do material que teve conteúdos de educação financeira, educação cooperativa, educação empreendedora, matemática e português, mas no mesmo período foram capacitados 73 facilitadores que se tornaram multiplicadores desses temas para os professores nos seus municípios. No total foram atendidas 679 escolas de ensino fundamental com o projeto denominado Educação para o Futuro.

O ensino médio também foi contemplado com o atendimento de 29 mil alunos com os projetos Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp), Crescendo e Aprendendo e Despertar. Foram capacitados 1073 professores que estarão aptos a continuar nessa alternativa de transformar alunos em empreendedores.

Saiba mais sobre as atividades do Sebrae acessando sebrae.ro ou entrando em contato com a Central de Relacionamento pelo 0800 570 0800 ou ainda, enviando mensagens pelo WhatsApp (69) 98130-5656.

Fonte: Assessoria – Sebrae/RO

Loading...