Notícias

05/10/2017 18:22

Ji-Paraná define plano de ação contra o Aedes Aegypti

Nos últimos quatro anos o município de Ji-Paraná vem registrando baixa incidência da dengue, zika vírus e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypit. Ainda sim, Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Vigilância em Saúde lançou hoje (4), um plano de ação para reforçar as atividades de controle no período chuvoso, quando há maior risco de infestação do mosquito. As estratégias foram definidas em uma reunião de trabalho, no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Federais.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Renato Fuverki, os agentes de endemias terão, a partir de agora, um reforço no trabalho de prevenção. Agentes comunitários de saúde também deverão colaborar para identificar e eliminar os focos do mosquito durante as visitas de casa em casa.

“Esse trabalho de prevenção tem o objetivo de manter Ji-Paraná em uma situação tranquila, em relação ao Aedes Aegypti. Não tivemos nenhum surto de dengue, por exemplo, e os casos são muito bem controlados. Isso, graças a um trabalho preventivo muito importante que fizemos. A partir desse plano de ação, vamos corrigir o que precisa melhorar e fortalecer o que tem dado certo. Afinal, sabemos que qualquer descuido, pode contribuir para a proliferação rápida do mosquito”, ressaltou Renato Fuberki. 

Para a diretora do departamento de Vigilância em Saúde, Emanoela Rodrigues de Sousa, a população precisa colaborar, recebendo os agentes em casa e eliminando os possíveis criadouros do mosquito. “Se a gente não fizer uma ação direcionada agora, teremos uma epidemia em janeiro. O que estamos fazendo é prevenção. Se a gente não tem criadouro, não teremos mosquito para transmitir as doenças.

Todo mundo pode ajudar a eliminar o mosquito mantendo bem tampados as caixas de água, lixeiras e fossas, não jogando lixo em terrenos baldios, não deixando água acumulada nas lajes e calhas entupidas, guardando em lugar coberto objetos que possam acumular água e limpando com freqüência as piscinas e fontes decorativas. A união da população deve colaborar para manter Ji-Paraná livre das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti.

Fonte: Decom - PMJP


Banenr
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo